SOBRE MINHAS LEITURAS DE 2016

Eu tô bem atrasada para fazer uma retrospectiva das melhores leituras que fiz em 2016, eu sei, mas tô querendo fazer isso desde que o ano começou e só agora consegui tempo, então não desiste de mim!

Untitled-1

2016 foi um ano bem bom pro meu ritmo de leitura. Consegui ler mais livros do que imaginei que conseguiria (sério, eu tinha pouquíssima esperança de conseguir alcançar minha meta) e acabei tendo sempre um bom livro comigo. 2016 também foi ano que eu me joguei completamente na leitura de YA contemporâneos recheados de histórias de amor e fui intensamente trouxa. Também foi o ano que eu consegui manter um bom equilíbrio entre minhas leituras de quadrinhos e romances, o que já me deixou bastante feliz.

Bem, eu poderia falar sobre cada um dos livros que li, porque falar sobre livro é sempre ótimo, né? Mas aí esse post ia ficar muito grande e eu só quero mesmo apontar quais das leituras que eu fiz em 2016 se aconchegaram no cantinho do meu coração e tão lá até hoje. Se quiser saber mais sobre todos os livros que li em 2016 é só dar uma chegada no meu goodreads.

Agora, vamos aos melhores do ano (passado)! Sem uma ordem específica, aí vão os livros:

  • Para Todos Os Garotos Que Já Amei (Jenny Han)

O primeiro livro da lista de 2016 do clube do livro. Esse foi literalmente o primeiro livro que li nesse ano e provavelmente o que me empurrou para o poço de YA contemporâneos. Na madrugada do dia primeiro de janeiro, lá estava eu conhecendo as irmãs Song e me apaixonando por Peter K. Gostei de diversas coisas nesse livro: a relação da Lara Jean com o Peter K (eu mesma, a trouxa que ama o trope de “fingir que estão juntos”), a Lara Jean em si (ela é uma fofa que amo e vou proteger!), mas acho que o que mais amei, com certeza, foi a relação entre as irmãs. Eu podia ler um livro inteiro só das três! Li no embalo o segundo livro, mas gostei menos que o primeiro; na verdade senti que até dava para condensar os dois em um só se tirasse umas coisas. Enfim, apesar de uma coisinha ou outra, eu amei muito e estou louca para o terceiro livro ser lançado! Historinhas de amor fofinhas são sempre bem vindas e duplamente bem-vindas se tiver bom desenvolvimento e relações familiares. Sem contar que é sempre bom ler histórias em que a protagonista não é uma garota branca, rs.

  • Eu Te Darei o Sol (Jandy Nelson)

Comecei a ler essa história despretensiosamente (porque a sinopse dizia que era sobre irmãos e isso sempre me chama a atenção) e quando eu vi eu já estava sorrindo para cada palavra que lia. Foi uma experiência bem interessante, porque ele te traz um sentimento tão agridoce e você fica uns bons dias se sentindo assim depois de terminar a leitura. Cheio de conflitos e mal-entendidos, a gente fica fascinado pela história, querendo saber o que aconteceu entre aqueles dois personagens e como as coisas chegaram ao ponto que estão. Acho que o que mais me chamou a atenção, além do enredo em si, foi a forma como a Nelson decidiu fazer sua narrativa, revesando os capítulos entre os gêmeos e cada um contando a história em um momento diferente da vida. Bom, para você ver como gostei desse livro, ele me rendeu o meu primeiro post lá no Pavê.

  • Ligações e Fangirl e Kindred Spirits e Eleanor & Park (Raibow Rowell)

Já fazia um tempo que eu ouvia falar dessa autora, mas eu sempre deixava pra ler algum livro seu depois e depois e depois. Bem, o depois foi em 2016 quando eu decidi ler várias obras da Raibow. Comecei por Eleanor & Park (que eu gostei bastante, mas não ameeeei), depois Fangirl (que eu já gostei mais e quase ameeeeei), depois Kindred Spirits (que eu adorei e queria mais) e por fim Ligações (que eu ameeeeei). É engraçado, eu estava até mesmo conversando com uma amiga sobre como os casais da Raibow não são, para mim, aqueles OTPs que você ama muito e sofre e guarda no coração para sempre. Na verdade, se eu for ser bem sincera, o que eu mais gosto nos livros dela nem são os casais em si, mas os diálogos. Eu sou apaixonada pelos diálogos que ela escreve! São simples, inteligentes, fluem muito bem e eu quero ser Raibow Rowell quando eu crescer.

  • Um Teto Todo Seu (Virginia Woolf)

Essa foi uma das ótimas leituras que fiz para a disciplina sobre literatura e feminismo da pós (melhor matéria que já tive). Não foi a primeira vez que li Virginia Woolf (Mrs. Dalloway, inclusive, é um dos meus livros favoritos), mas eu me deliciei tanto com esse texto! A reflexão que a autora faz sobre a condição da mulher de sua época é bastante sóbria e muitas das coisas apontadas por Woolf são bastante pertinentes até os dias de hoje. Uma leitura bastante necessária tanto para o estudo sobre o feminismo, quanto para aqueles que admiram a escritora.

  • A Ilha sob o Mar (Isabel Allende)

E eu finalmente li Isabel Allende! Essa foi mais uma das leituras do clube do livro e eu não poderia ter ficado mais feliz de ter tido a oportunidade de ter conhecido essa história (que, talvez, sem o clube, eu não teria conhecido). A narrativa é tão delicada, apesar de temáticas pesadas, tudo contado com tanta beleza que eu não podia amar menos essa obra. O toque realista mágico só a deixou ainda mais encantadora. Não deixe de se dar a chance de amar esse livro também!

  • Hibisco Roxo (Chimamanda Ngozi Adichie)

Mais uma leitura proporcionado pelo clube do livro (quanta coisa boa lemos ano passado, hein?). O primeiro livro que li da Chimamanda (finalmente!) e com certeza não será o último! Eu já amava essa autora antes mesmo de ler alguma coisa dela (já viu os discursos que essa mulher fez? Sério, vai ver!), então não foi uma grande surpresa eu me ver totalmente imersa na história contada em Hibisco Roxo. A temática é densa, a personagem está florescendo e nós somos honrados de presenciar esse desenvolvimento. Uma leitura que dá aperto no coração e vontade de abraçar o livro pra sempre, não poderia ficar de fora dessa lista.

  • O Voo da Guará Vermelha (Maria Valéria Rezende)

Essa foi minha última leitura do ano. Era o último dia de dezembro e faltava um livro para eu terminar minha meta, assim, decidi ler essa novela (porque era mais curta, confesso) e eu não me arrependi nadinha. Contando a história de duas personagens maltratados pela vida, esse livro consegue ser poético e belo, sempre trazendo gotinhas de esperanças para uma história que deveria ser como terra seca. Por ser uma narrativa tão lírica eu tive que ler a maioria dos trechos em voz alta; era mais forte que eu, quando via já estava lendo alto e amando a sonoridade de tudo aquilo. Recomendo.

E sem esquecer dos quadrinhos…

  • Nimona (Noelle Stevenson)

Também uma leitura do clube do livro. Eu conheci o trabalho da Noelle através de Lumberjanes que é um dos meus quadrinhos favoritos (vai ler e se divertir muito com as minhas filhas!) e já estava bem ansiosa com a história de Nimona. Felizmente, não me decepcionei. O humor juvenil e doce da Noelle transborda nessa história fofíssima sobre um vilão e sua sidekick. Quando terminar você vai ficar morrendo de saudade das personagens.

  • Mockingbird, Vol. 1 e 2 (Chelsea Cain)

Eu acompanho alguns quadrinhos de super heróis (quando não tô deixando tudo acumular), tanto da Marvel, quanto da DC, mas fiquei bem surpresa quando fui avaliar minhas leituras e não achei nenhum título que se destacasse mais. Talvez eu pudesse falar sobre Batman, Vol. 1 I Am Gotham (eu realmente gostei bastante dessa), mas como tô bem atrasada na leitura, preferi não colocá-la na lista. O quadrinho da Mockingbird, porém, já está terminado, eu li tudo e foi a única outra leitura que mais gostei. Adoro a Bobbi e foi maravilhoso acompanhar suas aventuras solo! Gosto mais do segundo volume do que do primeiro, mas os dois têm roteiros ótimos, uma arte lindíssima e várias piadas que me fizeram bem feliz. Como se já não bastasse tudo isso ainda teve toda a polêmica com a capa do segundo volume que fez vários caras pirarem (o que eu ainda não entendo, porque mais do que a capa, o quadrinho todo já é bem feminista, então ?????).

  • The Wedding Eve (Hozumi)

Eu esbarrei nesse mangá sem querer e achei que seria uma coisa fofíssima, aí comprei. Estava meio errada, porque ele não é tão fofo assim. As narrativas dos contos desse mangá está mais pra algo agridoce, que te deixa com aqueles sentimentos conflituosos, meio feliz, meio triste. E isso só me fez amá-lo ainda mais. Delicado e muito bem desenvolvido, é difícil não amar cada uma das histórias compartilhadas aqui. Se você ainda não conhece The Wedding Eve, da Hozumi, recomendo fortemente!

  • Pétalas (Gustavo Borges e Cris Peter)

Assim que fiz minha assinatura no Social Comics, corri para ler esse quadrinho. Já faz um bom tempo que estou louca para ler essa história e já estava apaixonada pela capa, então fiquei aliviada em realmente amar o quadrinho também! Delicado, traços suaves e cores de derreter corações, Pétalas traz uma linda história que vai deixar qualquer um encantado.

  • Bear, Vol. 1, 2 e 3 (Bianca Pinheiro)

Outro quadrinho que não perdi tempo e fui ler no Social Comics. Meu plano era ficar só primeiro e quando vi estava terminando o terceiro volume e pedindo por mais! Divertido e beeeeem recheado de ótimas referências, Bear vai contar a história da menina Raven que procura os seus pais com a ajuda do urso Dimas. Eu ri bastante e me apeguei aos personagens bem mais do que eu imaginei que aconteceria. Todos os momentos meta no quadrinho arrancaram gargalhadas de mim, então eu diria que vale muito a pena ler essa história. Agora é só esperar pacientemente pelo próximo volume.

Quando terminei essa lista, percebi que foram todos trabalhos feitos – ou com a participação – de mulheres. Isso não foi proposital, juro, mas fiquei bem feliz por isso ter acontecido. Precisamos sempre ler mais mulheres.

Bem, essa foram as melhores leituras de 2016, ou pelo menos aquelas que me marcaram o suficiente para serem lembradas. Espero que 2017 nos traga ótimas histórias e que eu possa fazer outro post assim no fim desse ano, contando sobre ainda mais livros e quadrinhos que tocaram meu coração. Enquanto isso, seguimos lendo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s